Diante de um momento de real desvalorizado, investimentos internacionais se tornam uma boa estratégia para proteger o patrimônio e aumentar o poder aquisitivo de investidores brasileiros. 

Existem algumas opções disponíveis no Brasil e é é indicado manter ao menos parte do patrimônio em ativos internacionais, sempre em alinhamento com o perfil do investidor. 

Em coluna mensal publicada hoje (14) no Uol Economia, Valter Police ,Head da Academia Fiduc, faz uma análise desse cenário e apresenta algumas opções. Aqui, vamos ressaltar os principais pontos, mas se você for assinante do portal, pode ler a análise completa.

Porque fazer investimentos internacionais

O Brasil tem menos de 3% do PIB mundial, e nosso mercado de capitais representa menos de 2% dos mercados globais. Tendo isso em vista, faz sentido ter 100% do patrimônio em investimentos locais?

Entre as vantagens dos investimentos internacionais estão:

  • Acesso a mercados crescentes, como a China.
  • Acesso a indústrias de ponta, como tecnologia e saúde. 
  • Acesso a oportunidades pouco exploradas ou inexistentes no Brasil.

Como fazer esse tipo de investimento

Uma das maneiras são as BDRs, negociadas na Bolsa de Valores brasileira, a B3. 

BDRs são títulos emitidos no Brasil, que replicam o valor de uma ação em outro país – na prática, é como se você estivesse comprando uma ação internacional.

Existem ainda BDRs de ETFs, que replicam um índice internacional, ou índices de setores e países específicos. Isso é feito de forma simples, sem burocracia, contas fora do país, ou cálculos complexos de impostos. Embora estejam disponíveis para investidores individuais, é necessário ter cautela ao incluí-las na composição de carteira.

Há também fundos de investimento com foco em BDR, que aliam estas vantagens com gestão profissional e ativa.  

Atente-se para novos mercados

Caso queira investir em mercados internacionais, é importante estar atento a algumas questões:

  • Alterações de câmbio interferem na rentabilidade.
  • Volatilidades e oscilações nos preços das ações também alteram o rendimento.
  • Escolher as ações é tarefa bastante complexa. 

Além disso, estas opções devem estar alinhadas com seu perfil de investidor. Como são opções de renda variável, naturalmente apresentam oscilações.

Portanto, o indicado é que você faça esse movimento com acompanhamento profissional dos seus investimentos, já que enquanto investidor individual, você pode não ter os recursos e especialização necessária para fazer as melhores escolhas.

× Como posso te ajudar?
Share via
Copy link
Powered by Social Snap