Vencer a inflação é o objetivo de todo investidor brasileiro. Afinal, deixar o dinheiro aplicado em opções com pouca rentabilidade é o mesmo que perder dinheiro, já que o retorno não acompanha os aumentos nos preços do mercado. 

Esta é uma realidade independente do valor investido. Inclusive, na última semana, o vencedor do prêmio da Mega da Virada já havia perdido R$1,8 milhões de reais para a inflação, pela inflação acumulada de janeiro e fevereiro.

No final das contas, o apostador acabou não se manifestando e perdeu o prazo para resgatar os R$162 milhões, em 31/03. Se ele tivesse resgatado o prêmio no primeiro dia útil de janeiro e aplicado em um investimento com rendimento de 100% do CDI, poderia ter ganho mais de R$ 500 mil de rendimentos até a data.

E você? Se receber alguma eventual renda extra, ou ganhar um prêmio na loteria, sabe qual é o modo mais inteligente de investir? Valter Police, Head da Academia Fiduc, deu algumas dicas, em matéria publicada para assinantes do UOL Economia. Abaixo, você confere as principais indicações.

Investimentos inteligentes para vencer a inflação

No caso do felizardo ganhador da Mega Sena, haveria algumas oportunidades para aplicar o dinheiro e recuperar o valor perdido pela inflação acumulada dos meses de janeiro e fevereiro. Segundo os cálculos de Police:

“Se ele conseguir uma carteira que renda 1% ao ano acima da inflação, ele tira R$ 135 mil por mês. Se for 3%, estamos falando de R$ 400 mil por mês. Se ele só empatar com a inflação, ele consegue tirar R$ 135 mil por mês por 100 anos”.

Uma opção para garantir bom retorno são os investimentos em empresas que seguem o modelo fiduciário, como a Fiduc. Isso porque, investindo deste modo, existe total alinhamento de interesses, já que a remuneração da instituição está diretamente ligada ao rendimento do investidor. 

Assim, além de vencer a inflação, o investidor tem acesso a excelentes opções para a carteira, como Superfundos diversificados e com boa rentabilidade.

O que fazer ao ganhar um dinheiro extra?

Se você recebe algum dinheiro extra, é necessário atenção, para além de vencer a inflação, investir com inteligência. “Não importa o montante, o dinheiro tem fim, ele acaba”, alerta Police. Por isso é importante estudar, elaborar seus objetivos, e investir com alinhamento de interesses. 

“A primeira coisa é pensar antes de agir. A gente tem uma tendência natural de agir imediatamente quando algo acontece. Esse é um grande erro. Você precisa pensar primeiro o que esses recursos que recebeu podem proporcionar a você. Depois de ter isso claro, o segundo passo é pensar o que fazer para que esse dinheiro faça aquilo que você quer. Muita gente pula esse passo, mas preciso reforçar que investir para ganhar mais dinheiro nunca deve ser o objetivo final”, explica Valter Police. 

Na Fiduc, seguimos a filosofia de que o dinheiro é um meio, nunca um fim. Ou seja: você deve investir para realizar seus objetivos de vida – fazer a viagem dos sonhos, garantir sua aposentadoria, poder parar de trabalhar mais cedo, entre outros. 

Acreditamos que o planejamento financeiro é uma etapa essencial. Por isso, os clientes investidores da Fiduc têm sempre o acompanhamento profissional de um Planejador Fiduciário. 

× Como posso te ajudar?
Share via
Copy link
Powered by Social Snap