Uma pesquisa* feita pelo Google Brasil em outubro abordando as fintechs – startups do setor financeiro – mostra um resultado que para muitos será inesperado, mas que é exatamente aquilo em que acreditamos aqui na Fiduc.

Apesar dos clientes atendidos pelas startups financeiras apresentarem um índice de satisfação que chega a 78%, contra 55% das pessoas que estão nos bancos tradicionais, apenas 17% dos entrevistados disseram que certamente utilizariam os serviços de uma fintech, enquanto 42% disseram ter dúvidas sobre isso e outros 41% afirmaram que não estão dispostos a usar serviços dessas empresas.

Por que será que isso acontece?

40,3% dos entrevistados disseram estar satisfeitos com o serviço bancário atual, o que pode ser a justificativa para que não estejam dispostos a utilizarem os serviços de uma fintech. No entanto, ao somarmos as respostas que indicam falta de confiança nas novas empresas, chegamos à um número bem maior – 55,9%.

Achamos que a diferença está aí: a confiança é o fator primordial, ainda mais importante do que a satisfação com os serviços.

No caso das fintechs isso é especialmente relevante, já que elas acabam mexendo com um tema sensível – o dinheiro das pessoas.

Hoje em dia, quando queremos escolher um filme, um livro, um passeio ou mesmo comprar um produto, as pesquisas em meios digitais como sites especializados, influenciadores, redes sociais ou no próprio Google nos dão as informações que queremos para tomar nossa decisão – e elas ajudam muito!

Mesmo assim, a pesquisa indicou algo que sempre soubemos: a relação pessoal de confiança é o fator individual mais relevante em uma escolha importante, como a opção por seu fornecedor de serviços financeiros. Os resultados da pesquisa colocam o item “indicação de amigos” como o principal fator que influencia a contratação de um serviço financeiro com 33% das respostas, à frente de todas as outras opções.

A Fiduc sempre apostou no uso intenso da tecnologia no negócio, mas na nossa visão a tecnologia tem o propósito de aproximar as pessoas e não de afasta-las.

É por isso que a Fiduc cuida dos investimentos dos clientes com gestão profissional e alinhamento de interesses, mas também não abre mão de ter um Sócio cuidando de cada cliente e o auxiliando em todas as questões relacionadas às suas finanças pessoais, ficando ao lado dos clientes para que tomem melhores decisões financeiras em uma relação de longo prazo, pautada pela confiança.

*resultados publicados no Valor Investe em reportagem de Naiara Bertão em 12/11

Share via
Copy link
Powered by Social Snap