A caderneta de poupança tem um saldo de quase R$ 800 bilhões, de acordo com informações do Banco Central e em 2018 teve mais depósitos do que saques – captação líquida de R$ 38 bilhões.

Quais fatores podem explicar essa modalidade de investimento ter esse saldo e crescer quase 40 Bilhões em um ano? Liquidez? Segurança? Rentabilidade?

Vamos analisar:

  • Liquidez:
    • Diária, mas os rendimentos são creditados apenas uma vez ao mês, resultando em uma liquidez pior do que muitos investimentos que possuem liquidez e capitalização diária, como CDBs e Fundos DI
  • Segurança:
    • Risco de crédito da instituição, ou seja, se a instituição ficar insolvente (na prática, quebrar) o investidor perderá seus recursos. Para reduzir esse risco para os pequenos investidores, ela conta com o Fundo Garantidor de Crédito. Essa característica é comum à praticamente todos os instrumentos de crédito de bancos, como CDBs ou LCI. Quando analisamos fundos de investimento, no entanto, observamos uma vantagem – fundos de investimento não possuem risco de crédito, de maneira que não precisam contar com a garantia do FGC. São, portanto, mais seguros do que produtos como a caderneta de poupança.
    • Risco de mercado realmente muito baixo, seja pela capitalização mensal, seja pela previsibilidade dos rendimentos, cujo cálculo é o mesmo para todas as instituições e se baseia na taxa SELIC. Em contrapartida o rendimento é muito baixo, como veremos a seguir
  • Rentabilidade:
    • Na verdade, há dois tipos de rendimento. Para depósitos feitos até 3 de maio de 2012, a rentabilidade é de 0,5% a.m. + TR. Em cenário de juros baixos, como agora, essa é uma rentabilidade bastante interessante. Vale lembrar que, de 2012 até agora, muitas oportunidades melhores de investimento existiram, mas se o investidor as perdeu e manteve os recursos na poupança, hoje possui uma boa rentabilidade. A partir da data mencionada, no entanto, quando os juros estão baixos (meta da SELIC abaixo de 8,5% a.a.) como agora, o rendimento é de 70% da meta da SELIC + TR, o que é muito ruim. Assim, apesar da isenção do imposto de renda para pessoas físicas, esse investimento hoje, quando olhamos a rentabilidade, é péssimo. Lembro que para pessoas jurídicas não há isenção do imposto de renda (a alíquota é sempre de 22,5%) e os rendimentos são creditados trimestralmente.

Talvez pela baixa barreira de entrada (valor mínimo de investimento), então? Provavelmente não, já que muitos outros investimentos possuem barreiras de entrada baixíssimas também.

Então, o que será?

De acordo com uma matéria publicada recentemente na imprensa, muitos investidores desse veículo fornecem respostas como: “Invisto porque é mais seguro” ou “Posso tirar meu dinheiro a qualquer hora”.

Na minha opinião, esses argumentos demonstram dois fatos; na verdade, problemas:

  1. A falta de confiança nos fornecedores de investimentos, em especial as pessoas que os assessoram nos bancos e corretoras
  2. O baixo conhecimento sobre finanças pessoais e investimentos do brasileiro

A imagem de solidez e segurança dos grandes bancos (e agora também de algumas grandes corretoras) passa uma sensação de que esses são os únicos lugares seguros para investir, o que passa longe de ser verdade.

Fundos de investimento de gestores reconhecidos, além de não possuírem risco de crédito, têm diversas alternativas sobre liquidez, risco de mercado e expectativa de rendimento, que podem se encaixar no planejamento de investimentos dos mais variados perfis e objetivos.

No momento atual do país, os números da caderneta de poupança causam preocupação porque podem comprometer o crescimento do patrimônio das pessoas, que é prejudicado pelo produto ruim. Verdadeiros planejadores financeiros auxiliam as pessoas a terem um futuro financeiro melhor e devem atuar nesse assunto.

Para isso, é fundamental que haja uma relação de mais confiança, na qual a transparência e o alinhamento de interesses sejam a base.

Dentro dessa relação, a educação financeira é parte integrante e, conjugada à criação de um plano financeiro e sua execução, resolve os dois problemas aos quais me referi acima.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap