Conteúdo por: InvestNews

Pergunta do leitor: Arrumei meu primeiro emprego e já quero começar a investir. Por onde começar?

Resposta de Tiago Almeida*:

Quando tratamos do primeiro emprego devemos reconhecer também a fase do ciclo de vida financeiro dessa pessoa, provavelmente trata-se de um jovem e que muitas vezes ainda mora com os pais. É comum que no primeiro emprego o jovem que ainda não é independente não possua grandes obrigações com despesas com moradia, alimentação, transporte, saúde, entre outras. Criar os bons hábitos do investidor nessa fase da vida é o mais importante!

Pois esses hábitos serão relevantes para a liberdade financeira desse jovem decidir futuramente sobre uma mudança de emprego, decidir empreender ou até num eventual desligamento por decisão do empregador, poder tomar melhor decisão para uma próxima empresa que vá trabalhar. Ter mais dinheiro guardado irá trazer mais segurança! Então não deve ser adotado parcelamento de cartão de longo prazo ou financiamentos de automóveis, pois podem consumir todo dinheiro poupado caso ocorra algum imprevisto.

Faça uma lista de suas despesas e junto delas coloque primeiro o investimento, sugiro colocar pelo menos 30% do salário para o investimento. E comece criando uma carteira de investimentos pensando nos seus objetivos além de um colchão de emergência considerando o mínimo de 6 salários já que não possui grandes despesas correntes.

Essa carteira de investimentos deve ter uma diversificação e gestão ativa para se proteger da inflação, que nos últimos 12 meses quase bateu 9%.

*Planejador Fiduciário na Fiduc

× Como posso te ajudar?
Share via
Copy link
Powered by Social Snap